sexta-feira, 24 de junho de 2016

Admin

Juíza decreta intervenção judicial em TV de sócio de Celso Russomanno

A juíza Patrícia Esteves da Silva, da 51ª Vara do Trabalho de São Paulo, determinou a intervenção judicial e o afastamento dos diretores da Rede Brasil de Televisão, pertencente a Marcos Tolentino, sócio do apresentador e pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, em outros negócios.

Crédito:Reprodução

Emissora de sócio de Russomanno sofre intervenção judicial

De acordo com o portal Glamurama, com a medida, o administrador judicial Fernando Claro Iglesias deve assumir a administração da empresa. Na decisão, também foi autorizada a busca e apreensão de documentos e de arquivos da companhia.

No ar desde abril de 2007, a emissora é uma rede de TV aberta. O proprietário é amigo e sócio de Russomanno nas empresas Paz e Bell Hel, investigadas na Operação Ararath da Polícia Federal (PF).

Um levantamento do Ibope apontou que o apresentador lidera a disputa pela Prefeitura de São Paulo, com um terço das intenções de voto (26%). Em segundo lugar, aparece a senadora Marta Suplicy (PMDB) obtém 10%, seguida pela deputada Luiza Erundina (PSOL) 8%; e pelo prefeito Fernando Haddad (PT) 7%.

Posicionamento Rede Brasil de Televisão

Em nota, a Rede Brasil de Televisão negou as informações sobre o caso. De acordo com a emissora, a empresa foi incluída no processo – em fase avançada de execução – sem oportunidade para se defender.

A emissora alega que mantém suas atividades regulares, uma vez que já tomou as medidas judiciais apresentando garantias e pagamentos evitando por consequência a concretização de quaisquer atos de intervenção. Além disso, afirma que a responsabilidade do caso era das produtoras responsáveis pelo conteúdo do programa.

Confira a nota na íntegra:

A Rede Brasil de Televisão, em respeito ao seu público, parceiros e colaboradores, no exercício do constitucional direito de resposta, esclarece que só foi incluída ao referido processo já em fase avançada de execução, sem oportunidade de se defender e comprovar as verdades dos fatos. Cumpre ainda informar que a Rede Brasil de Televisão mantém suas atividades regulares, tendo em vista que tomou todas as medidas judiciais perante ao Juízo da 51ª Vara do Trabalho de São Paulo, apresentando garantias e pagamentos evitando por consequência a concretização de quaisquer atos de intervenção. Tal questão era tão somente de responsabilidade de produtoras independentes, na época responsáveis pelo conteúdo do programa, no caso a Rede Brasil ABC de Telecomunicações, atualmente denominada Paparazzi de Comunicações, que nunca fez parte da Rede Brasil de Televisão. Importante alertar que, neste caso, o Poder Judiciário foi induzido a erro com o único objetivo de se obter vantagem indevida, quando foi omitida a real natureza jurídica da relação contratual/empregatícia. Por fim, vale ressaltar, que a Rede Brasil de Televisão é uma emissora apartidária e tem como principal compromisso levar ao seu público entretenimento, cultura e informação.

Redação Portal IMPRENSA

Admin

About Admin -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Receba Notícias da TV por E-mail

COMENTE E VEJA SE SEUS AMIGOS CONCORDAM!!!